Skip navigation

 

Amor e ódio, raiva e alegria, não há sentimento médio

se pudessemos ser realmente neutros, a vida se tornaria um tédio

é ter partido, decidir ser o mau ou o bom da historia

Ser iludido ou não, o caos então, o Inexoravel, ou aquele que implora

que nos faz sermos perdidos, achados esquecidos a cada hora

ser o que chora, ou o que ri, ou o que acorda

ou o que é acordado, dá corda, ou apenas concorda

O que se regenera, ou assume a derrota

gosta do gosto do ódio, odeia por amor, ou o que se corta

nas propostas tentadoras da volupia e descrença

o que ignora comentarios fracos ou o que toma tudo por ofensa

ou que pergunta, e, diante soluções dá as costas

opostas, vidas opostas, posições opostas

cada dia um pensamento, um sentimento, um partido………..uma resposta…

 

Não me deseje sorte…Não dependo dela…

Advertisements

One Comment

  1. concordo com o que diz. Somos humanos, somos quem têm o dom de não ser o tédio…podemos ser…analisando friamente, quase que iguais, mais mesmo tão parecidos…ainda estamos longe de ter o tédio como nosso grande fardo.

    Sobre a sorte…ela é fruto do bom trabalho…ou seja…até pra ter sorte, tem de ter competencia…abraço


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: